Previous Next

O Filho Pródigo

MIRA FORUM (Porto) 25 e 26 de Maio

Num antigo armazém de pedra, despido de qualquer artifício de cenografia, os actores do mundo de cá de fora e os actores das duas prisões de Santa Cruz do Bispo não se distinguem. Num palco que pouco eleva o olhar, cabem mesas rodeadas de cadeiras, um balcão de bebidas, guitarras e rua. Também lá cabem dois filhos e dois pais, que pisam o mesmo palco, mas hemisférios diferentes.

Oito reclusos e reclusas dos estabelecimentos prisionais de Santa Cruz do Bispo participaram no MIRA FORUM, Porto, com atores profissionais, na peça de teatro "O filho pródigo", inserida num projecto de reinserção social, com encenação de Luísa Pinto, docente do Curso de Teatro da ESAP.

Objecto da tese de doutoramento em Estudos Artísticos da encenadora que quis apresentar um trabalho sobre o teatro "enquanto transformador e meio de reinserção destes grupos de discriminação", a peça levou cinco meses de preparação "sempre em contexto prisional", disse à agência Lusa a encenadora.

Fotos de Paulo Pimenta.

Para mais informações:
http://sicnoticias.sapo.pt/cultura/2017-05-23-Oito-reclusos-sobem-ao-palco-no-Porto-para-interpretar-O-filho-prodigo
https://www.publico.pt/2017/05/25/local/noticia/um-filho-prodigo-levou-o-cheiro-da-rua-a-prisao-1773300#