Previous Next

GLÁUBER ROCHA OUVINDO VILLA LOBOS NA ESAP

Galeria da ESAP 3 a 31 de Maio 2018

GLÁUBER ROCHA OUVINDO VILLA LOBOS NA ESAP
Galeria da ESAP
(Largo de S. Domingos, nº 80, Porto)

Danyel Guerra, jornalista e escritor brasileiro falará de Glauber.

A Galeria da ESAP recebe a música de Villa Lobos e o cinema de Gláuber Rocha entre os dias 3 e 31 de maio, numa organização conjunta do Departamento de Teatro e Cinema e do Festival de Cinema AVANCA.

A exposição é comissariada pelo Prof. Dr. Regis Frota da Universidade Federal do Ceará (Brasil), que apresenta assim a mostra:

“Cuida-se de uma mostra onde se pretende levar às novas gerações a grandeza e erudição das composições musicais do maestro HEITOR VILLA LOBOS, consoante vistas e ouvidas pelo cineasta GLAUBER ROCHA, quem melhor e mais utilizou como trilha sonora de filmes as nove suítes BACHIANAS.

A exposição integra painéis pictóricos da lavra inédita do magnífico artista plástico cearense AUDIFAX RIOS, a ilustrar a estreita relação cultural da obra de imagem e som destes dois clássicos brasileiros.”

Danyel Guerra, jornalista e escritor natural do Rio de Janeiro e à vários anos a residir no Porto, falará de Glauber Rocha. Tendo sido jornalista nos “Notícias da Tarde”, “Jornal de Notícias” e “Correio da Manhã”, colaborou também com o “Expresso”, “O Primeiro de Janeiro”, “Cineclube” e a “Cinema Novo”. Tendo sido dirigente do Cineclube do Porto nos anos 80, os seus livros têm um olhar sobre o cinema, como “Em Busca da Musa Clio” (2004), “Amor, Città Aperta” (2008), “O Céu sobre Berlin” (2009), “Excitações Klimtorianas” (2012). Em 2014, o mesmo label deu a estampa “O Apojo das Ninfas” (2014), “Oito e demy” (2014) e “Fernando de Barros-O Português do Cinemoda”(2015).

Na Galeria da ESAP será assim possível visitar alguns dos filmes de Glaúber Rocha numa recriação plástica de Audifax Rios, entretanto falecido, e numa aproximação sonora à obra de um dos cineastas que mais marcou o cinema brasileiro e que abriu uma brecha na referenciação filmica mundial com obras como “Barravento” (1962), “Deus e o diabo na terra do sol” (1964), “Terra em transe” (1966) ou “Idade da terra” (1979).

A mostra poderá ser visitada de segunda a sexta entre as 9 e as 20 horas.

O evento é de entrada livre e podem ser obtidas mais informações através da Direcção do Departamento de Teatro e Cinema da ESAP – Escola Superior Artística do Porto, através do e-mail: dep.teatroecinema@esap.pt.