Anterior Seguinte

A ALGUNS PASSOS COMO SE ESTIVESSE MUITO LONGE | EXPOSIÇÃO

Palacete dos Viscondes de Balsemão 29 de Setembro | 17H

A Alguns Passos como se Estivesse Muito Longe

Espantar os percursos. Levá-los em deriva, através da sua própria força. Pouco importa que sejam mais dispersos aqui e acolá. Os percursos constroem-se no imaginário e na espera, nas histórias e na escuridão.
Avançar, recuar, ficar retido nos seus usos. Repentinamente. Percursos nunca completos, antes repletos de incidentes e permanentemente suspensos. Inclassificáveis. Sem Topos - Atopos. Então, porque procuramos neles a vida inteira?
Inventar-se no percurso. Abandonar-se. O terror do abismo. A alguns passos como se estivesse muito longe.

Para mais informações, carregar aqui.